quarta-feira, 13 de setembro de 2017

O Mergulho do Carão

 Mais um flagrante pela janela da sala. Desta vez foi um carão, também conhecido por saracurão, que estava na beira do rio e resolveu dar um mergulho.
 Ele caminhou até o rio, entrou na água, parou no raso e...
... tchibum! (imagem normal)
(imagem aproximada da foto acima)
Tchibum nada! Não foi um mergulho para banho e sim, um meio mergulho em busca de alimento. Segundo o Wikiaves ( www.wikiaves.com.br ) , o carão se alimenta de grandes caramujos aquáticos, capturando-os na vegetação densa ou mesmo no fundo de rios e lagos rasos, sem mergulhar, entrando na água somente até a altura da barriga.
Foi exatamente, o que o meu vizinho fez. 
Estas fotos foram feitas nos primeiros dias de setembro.
Hoje de manhã fiz outro flagrante, mas não foi da janela e sim,  da beira do rio. 
Do outro lado do rio estavam os três patinhos e no alto de uma pequena árvore, de um arbusto, uma ave que eu já havia visto antes, mas não tinha identificado porque estava longe.
 Hoje eu estava com a máquina fotográfica e dei um zoom.
E não é que era o nosso amigo Carão? E fechou com a informação do Wikiaves, que diz que o Carão faz ninho grande, como um cesto profundo, depositado sobre a vegetação alta dentro dos brejos. Parece que teremos filhotes em breve!

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Outro dia em Nova Petrópolis

Esqueci de contar duas coisas, na última postagem. A primeira é que havíamos ido à Nova Petrópolis, na terça, para o Leonardo fazer um exame médico. Chegamos lá, o Leonardo estacionou, foi para o exame e eu e Tombinho fomos dar uma caminhada. Andamos quase nada e Leonardo chamou, dizendo que o exame não era na terça e sim, na quinta... ainda bem que estaríamos todos de folga, também na quinta. 😶
E na quinta, voltamos a Nova Petrópolis, no mesmo esquema, acordei às 4h30, alimentei a bicharada e pegamos a estrada, Leonardo, Trumbico, eu e o friozinho. Pois é, esta é a segunda coisa, na terça-feira o calorão predominou, em pleno inverno! E na quinta, o tempo virou sem chuva, entrou uma frente fria e refrescou. Numa mesma semana, tivemos verãozão e inverninho.
Chegando em Nova fomos direto para a padaria Petrópolis, que fica no centro de Nova Petrópolis, numa esquina. A mesa fica bem na vitrine da padaria e dá para ficar cuidando o movimento da rua. Na rua tem uma rotatória e no meio da rotatória, um canteiro de flores, já que Nova Petrópolis é conhecida como a cidade "Jardim da Serra Gaúcha". 
Funcionários da prefeitura trabalhavam no canteiro, revirando a terra e, em seguida, colocando novas mudas de flores. 
Comentei com o Leonardo que a nossa Maquiné deveria fazer um estágio em Nova Petrópolis, para aprender como se faz uma cidade bonita, bem cuidada com flores e verde por todos os lados. 
Mal comentei isso e um senhor apareceu na cena e começou a podar o arbusto da calçada da padaria.
Os gerânios que aparecem na parte de baixo da foto, são da floreira da janela da padaria. 
O senhor "Mãos de Tesoura", não demorou para aparar a moita e partiu para podar a segunda, que não aparece na foto. Neste meio tempo, os funcionários da prefeitura finalizaram o canteiro, varreram a terra que caiu em volta e partiram. Depois do café, encontramos eles numa outra rotatória, fazendo o mesmo trabalho e, em algum momento do dia, passa o caminhão pipa regando todos os canteiros da avenida principal. 
Claro, que todo este cuidado tem um custo para a prefeitura, mas tenho certeza que também tem retorno, pois Nova Petrópolis é uma cidade linda e com turistas durante todo o ano. Alguns, de passagem para Gramado e Canela mas muitos, preferem a tranquilidade de Nova Petrópolis à badalação de Gramado e Canela.
Depois do café voltamos na lojinha de artesanato para comprar uns guardanapos, que me arrependi de não ter comprado na terça. Pegamos a mãe do Leonardo em casa e a levamos no dentista. Enquanto ela era atendida, fui às compras de necessidades básicas, pois tenho que aproveitar toda e qualquer ida a civilização para isso.
Leonardo e Tombinho ficaram esperando no carro. Não sei se Tombinho estava reclamando da minha demora, ou se queria ir no dentista com a vó...
Depois do dentista, das compras e do almoço, fomos passear na floricultura Úrsula.
Amei este canteiro da floricultura!
Olha  a folga do duende, lendo seu livro no meio da graminha!
 Leonardo estava com o dedo "afiado" e tirou várias fotos na floricultura.
 A sogra resolveu me presentear com mais um ranúnculo, eu só precisava escolher.
E Leonardo inspirado,  tirando fotos...
 Depois da floricultura, a sogra quis realizar mais um desejo meu, visitar a Kukos, uma loja especializada em relógios cucos, carrilhões e decoração. Como comentei na última postagem, há anos que frequento Nova Petrópolis e nunca tinha entrado na Kukos!
A loja é uma loucura!!!  Várias paredes da loja repleta de cucos, todos vindos da Alemanha, um mais lindo que o outro. E mais caro, também!
Os objetos de decoração também, são estonteantes! Me arrependi de não ter tirado mais fotos. O atendimento é muito bom, mesmo sabendo que estamos lá, apenas para olhar, já que os preços não condizem com a nossa realidade. E eles não se importam que tire fotos. 
Me encantei com esta sessão da loja, miniaturas de vários personagens da Disney, vindos dos Estados Unidos e feitas por Jim Shore, um senhor que aparece num porta-retrato, no cantinho direito da foto. Pelo que entendi, ele faz as miniaturas em madeira, mas estas, da loja, são em resina. No site da Disney (aqui), tem uma sessão só com os colecionáveis feitos por ele, um mais lindo que o outro!
Mais uma parede de cucos! Não lembro ao certo, mas lembro com certeza, de cinco paredes repletas de cucos na loja. Não lembro se no segundo piso também tinha, acho que tinha sim!
Adorei a visita e quero voltar lá!
Leonardo quis fazer este registro e ficou impressionado por ter "entortado" a foto, mas eu não ia deixar de publicar por causa disso. 
E não vou negar que adorei o engano da data do exame. Não sei quem errou, se o Leonardo, ou a atendente, mas foi o melhor engano dos últimos tempos! 
E se vierem a Nova Petrópolis, não deixem de visitar a floricultura Úrsula e a Kukos!  Passeios imperdíveis e encantadores!

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Um dia em Nova Petrópolis

 Terça-feira, dia 29, Leonardo, Tombinho e eu fomos até Nova Petrópolis para Leonardo fazer a renovação da carteira de habilitação e aproveitar para passear e visitar a família dele.
O exame era às 9hs e a  viagem dura entre 2h30 - 3h por isso, acordei às 4h30 para tratar a bicharada. Tombinho adora viajar!!!! 
 Dorme como uma criança! Ele fica com o banco traseiro todinho para ele, mas prefere viajar no colinho da mãe, no travesseiro-cama dele, assim, ele fica mais alto quando está sentado, mais confortável quando está dormindo e não perde nenhum detalhe durante a viagem. Qualquer movimento diferente, qualquer desaceleração do carro ou pisca ligado, ele levanta a cabeça para conferir se vale a pena levantar ou não. 
A gente achou que não daria tempo de tomar café, mas chegamos cedo e conseguimos tomar café tranquilamente, na Padaria Petrópolis.
O resto da manhã foi de bate perna pelo centro e compras. Por incrível que pareça, há anos que frequento Nova Petrópolis mas pouco andei pelas ruas e lojas da cidade. Sempre vou com o tempo contadinho e destino certo, a casa dos sogros.
Dias desses, a Magda, a minha amiga virtual e mestra, que tem me dado dicas sobre pintura e decoupage, recomendou uma loja em Nova Petrópolis, que eu não conhecia!!! Achei o cúmulo eu não conhecer!
Falei para o Leonardo que, depois do exame dele, queria conhecer a lojinha e procurar um presente para o pai e outro para a mãe, pois não tinha dado nada no dia dos pais e aniversário da mãe, que foi no mesmo dia.
 Fui na lojinha!!! Estas duas fotos foram enviadas pela Magda, num findi em que ela foi até Nova.
Leonardo entrou comigo, ficamos um tempão conversando com uma das donas, que conhecia o Leonardo e a família dele. Ela jogava vôlei com os pais do Leonardo, há muitos anos!!!! Falamos de artesanato, falamos sobre Nova Petrópolis, falamos, falamos, falamos bastante!
E comprei uns guardanapos, stêncis... stêncils... (qual o plural de stêncil???)  e um pincel, bem macio para passar verniz.
Outra foto que a Magda mandou, recomendando outro estabelecimento a ser visitado, foi desta ferragem que ela adora ir. Desta vez, respondi com toda a segurança, "arrááá!!! Este lugar eu conheço!!! Minha sogra também adora e já me levou lá."
Inclusive, foi lá onde a sogra comprou este tapete para a nossa casa.
Quase tudo o que tu possas imaginar, tem na ferragem, desde pregos e parafusos, até panelas, louças, tapetes, betoneira, escadas...
 ... e regador de lata!!! Este, veio embora com a gente, foi presente do Leonardo, depois que choraminguei abraçada ao regador, chamando-o de homem de lata do Mágico de Ozz!!! 
 Depois das compras e almoço, fomos para a casa da sogra, na Linha Imperial, em Nova Petrópolis, admirar um pouco, o belo jardim criado pelos sogros.
 O jardim também está sentindo a falta do sogro, que cuidava dele com muita dedicação e paciência, mas ainda é um jardim e tanto!
Nas duas fotos acima, a glicínia branca.
 Trouxe algumas mudas para a casa.
 Aqui, Leonardo e dona Sonja tiram uma muda de magnólia para levarmos para o Recanto. 
 Trouxe uma muda de magnólia, uma de manacá de cheiro e outra de glicínia. 
 No final do dia, os borrachudos, que são um tipo de mosquito, chegaram e nós tratamos de pegar a estrada de volta para o Recanto.
 Na volta, Tombinho ficou acordado para ver o movimento em Gramado, Canela e sua catedral,  que aparece no fundo da foto.
Foi um dia maravilhoso! Puxado, mas gostoso! 

segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Ranúnculos e prímulas?

Eu já tinha ouvido falar, ou melhor, o nome não me era estranho... a sogra e a cunhada compraram na floricultura, em Nova Petrópolis, e plantaram no canteiro da casa da Betina, irmã do Leonardo. 
Quase tive um troço quando vi, me apaixonei e passei a desejar um ranúnculo para chamar de meu.
 Leonardo sempre passa na mãe quando sai dos plantões e aí,  como quem não quer nada, pedi que ele fosse na floricultura para comprar uma flor, que quero dar para uma vizinha e, SE, por acaso tiver o ranúnculo, eu não ficaria triste se ganhasse um.
E eu não ganhei um, ganhei seis mudas de ranúnculos!!!
Os ranúnculos são flores de inverno, toleram muito bem geada... geada??? Nunca vi geada em Maquiné, muito menos, com o calor que anda fazendo neste inverno. E isso tem sido um problema para as minhas queridas flores de nome esquisito, pois elas estão sofrendo muito com o sol do inverno...
 Tive que colocar guarda-sol para amenizar o calor em cima delas. Isso, que plantei na floreira da janela da sala, que pega pouco sol, apenas o sol do começo do dia,  até umas dez horas da manhã.
Além de parecerem rosas, outra característica dos ranúnculos é que, após secarem suas flores e folhas, pode-se guardar o bulbo para replantá-lo no ano seguinte.
Minha mãe e minha sogra já tentaram e não deu certo. Pelo que li na internet, não é fácil mesmo, encontrar o ponto certo de umidade para manter o bulbo. 
Plantei eles na floreira dos gerânios, que estava precisando de uma limpeza. Ficou metade da floreira com ranúnculos e metade com os gerânios. Depois que os ranúnculos secarem, refaço a floreira com os gerânios. 
Os ranúnculos foram presente do Leonardo e da sogra, e na mesma leva vieram estas plantas, que achei lindas! 
A sogra disse que são prímulas. As prímulas que tive são diferentes mas, se houvesse cruza de raças como em cães, eu e minha ignorância, diríamos que elas são uma cruza de prímulas com violetas.  
Tô apaixonadas por elas, também! Elas estão dentro de casa e coloco na rua para tomar um solzinho de fim de tarde. 
Adoro plantas! Adoro flores! O Leonardo já sabe que quando for para me dar uma flor, nunca me dê um buquê! Me dê uma planta num vaso, que eu possa replantá-la depois, ou até, uma caixa de flores para plantar num canteiro. Quer me ver feliz, me dê flores!